QUEM COME MUITO POUCO, TAMBÉM ENGORDA!!!

Na nossa prática em consultório, comumente ouvimos falar: “Eu como pouco e não consigo emagrecer”, ou então: “Meu metabolismo é muito lento”. Na verdade, nem sempre comer menos significa emagrecer mais. Às vezes, a dieta é tão restrita que realmente não conseguimos emagrecer devido à adaptações de nosso metabolismo. Enfim, não é tão simples quanto parece….

É IMPORTANTE OBSERVAR ALGUNS FATORES:

QUALIDADE DA ALIMENTAÇÃO X QUANTIDADE
Existem alimentos de pouco volume e alto valor calórico, como as gorduras. Por exemplo: um prato de 500g pode ser menos calórico do que um prato de 300g, dependendo do que há no prato. Mais peso não significa mais calorias….se você souber escolher os alimentos certos, poderá alimentar-se bem e sentir-se satisfeito sem exagerar nas calorias.

IDADE E MASSA MUSCULAR
Com o passar dos anos há uma substituição de tecido muscular por gordura, fazendo com que haja uma menor necessidade de energia. Resumindo: com o passar dos anos, gastamos menos calorias com nosso metabolismo. Por isso com o avançar da idade poderá haver acúmulo de peso, mesmo mantendo a  mesma alimentação. Neste caso, devemos reduzir as calorias que ingerimos ao longo dos anos de nossas vidas, se não quisermos ganhar peso!

MEDICAÇÃO PARA O EMAGRECIMENTO:
A utilização de medicamentos para emagrecer pode causar dependência do componente químico, ou seja, o organismo acaba “viciando” ao medicamento. Assim, quando retiramos a medicação, o organismo passa a economizar energia, numa tentativa de impedir o emagrecimento.

FICAR MUITO TEMPO EM JEJUM. NADA DE FICAR MUITAS HORAS SEM SE ALIMENTAR !!
É verdade, ficar sem se alimentar por mais de 4 horas causa economia de energia pelo organismo e bloqueio da queima de gordura. De barriguinha vazia, a gordura não ira embora mais rápido…..precisamos de energia inclusive para queimar as nossas gordurinhas. Pense nisso quando você sair de casa sem tomar o café da manhã….

DIETAS RÍGIDAS
Com o emagrecimento utilizando dietas restritivas, como as dietas da moda e dietas de SPA, o corpo acaba se acostumando com o baixo valor calórico o que dificulta a continuidade do emagrecimento. Chamamos de “platô alimentar”.

DISTÚRBIOS ENDÓCRINOS
Distúrbios na tireóide podem favorecer a diminuição do gasto de energia. Esta é uma das primeiras alternativas que as pessoas acabam buscando para explicar sua dificuldade de reduzir peso e na verdade ainda é a causa menos freqüente.
O desequilíbrio hormonal na fase de climatério ou em mulheres com ovário policístico também podem dificultar a perda de peso.
Portanto, quando a reeducação alimentar esta relutando em mostrar resultados, vale a pena dar uma passadinha no medico para verificar suas taxas hormonais.

CADA PESSOA TEM UM METABOLISMO E UMA NECESSIDADE : A DIETA QUE SERVE PARA VOCE PODE NÃO SERVIR PARA SUA AMIGA!
As pessoas possuem necessidades calóricas diferentes dependendo de sua composição corporal, atividade física, genética, por isso, somente um tratamento com um profissional qualificado pode avaliar de forma individualizada o seu metabolismo e assim, a conduta correta para favorecer o emagrecimento. A dieta é personalizada…sempre!

Fonte:http://www.lodettinutricao.com.br/nutricao.swf

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s